Investir em gestão ou viver “apagando incêndio”?

Investir em gestão ou viver “apagando incêndio”?

Investir em gestão ou viver “apagando incêndio”?

O investimento em gestão nas empresas traz organização e agilidade para resolver problemas e aproveitar oportunidades. 

Aos empresários que queiram deslocar seus esforços de “apagar incêndios” para “crescimento e resultados” sugiro que iniciem um sistema de gestão agora! E que façam um planejamento urgente dessa transição porque “apagar incêndio” todo dia é desgastante, e o futuro pouco promissor. 

Para os que pensaram: “Estamos na pior crise dos últimos 100 anos, preciso sobreviver, não tenho como pensar em gestão, resultados, futuro”, lembrem-se: essa crise vai passar! Não sabemos quando, mas sabemos que vai passar. Tempos melhores virão para uns e tempos desafiadores para outros. Para alguns, o tempo acabou agora. Para outros tantos, a crise acabará em poucos meses. Essa é a roda da vida. No futuro teremos novas crises. Em seguida, períodos de ventura. E essa dinâmica não para jamais.

As empresas precisam estar organizadas para a alternância de bons e maus momentos, se desejam prosperar. Também viver predispostas a mudar, buscando alternativas para superar desafios e fazer diferença.

A realidade corporativa requer esse dinamismo. É preciso se recriar continuamente. E para ser capaz de se reinventar é necessário que o dia a dia esteja sob controle, que você entenda do seu empreendimento e saiba aonde quer chegar. Indico essas três importantes etapas pra iniciar um sistema de gestão. Veja por que. 

A primeira etapa é ESTABILIZAR A ROTINA. 

Tornar claras as atividades e responsabilidades. Estabelecer um sistema confiável, consistente. Garantir a eficiência operacional. Estabilizando a rotina é possível deslocar o foco de “apagar incêndio” para um pensamento mais estratégico.

A segunda etapa é CONHECER O SEU NEGÓCIO. 

Saber e monitorar os números importantes, os principais clientes, os melhores vendedores, o saldo de caixa dos próximos meses, o mercado em que está inserido, o que oferece para o mercado, o que o mercado pede, o que o mercado não pede, mas precisa. Identificar o que está bom e o que não está. Conhecendo o seu negócio você tem poder de comparação, com o mercado e o com as suas próprias expectativas. 

A terceira etapa é ESTABELECER METAS. 

Sabendo onde está, projete onde quer chegar. E para alcançar resultado é uma ginástica! Definir metas, fazer planos, monitora-los, reprograma-los, eliminar o que perdeu sentido, estabelecer um novo processo que deu certo, fazer diferente, medir de outro jeito e essa prática segue incessantemente.

Escrito dessa forma parece até simples! Mas eu bem sei que não é. O marco zero é se convencer da importância da gestão. E agir. Os primeiros ganhos acontecem rápido e você não vai querer parar mais!

E como tudo na vida, a maturidade vem com as experiências adquiridas, com esforço e disciplina.

Reflita: sua empresa merece um tratamento especial. Ela é importante pra você e para a sociedade. Precisa ser bem tratada, lucrativa e trazer desenvolvimento para as pessoas e para a coletividade. 

É assim que eu acredito. Uma empresa notável é um lugar de realização e felicidade. Onde resultados são alcançados pela condução de líderes inspiradores que atuam de maneira positiva, colaborativa e vitoriosa. Eu gostaria que você também acreditasse que a boa gestão é a base para uma empresa saudável e feliz!

 

Fernanda Ventura

Consultora Empresarial

Deixe um comentário

× Como posso te ajudar?